Resenha: A Cidade do Sol

em:

SINOPSE:

“Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do “todo humano”, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.”

Avaliação da Escrita: A leitura é muito simples, você não fica preso nela mais também não consegue deixar de segui-la, a estória é tão boa, que a escrita estando correta você nem se importa com esse aspecto já que a leitura te puxa para dentro da história.

Avaliação do Enredo: Khaled é realmente um contador de histórias como dizem. Ele sempre consegue interligar seus personagens de uma maneira incrível e pela escrita da para perceber isto. A história de “A cidade do Sol” é surpreendente, cheia de mistérios, intrigas, romance, tudo em 368 paginas!

O que me levou a avaliá-lo como excelente?
O enredo, os personagens, o amor, a saudade, a dor, a falta de liberdade tanto em casa quanto no próprio país em que se vive... Tudo! Tudo é excelente.
Simplesmente você fica fascinado pelo livro e toda a historia que se passa nele! É fascinante

Considerações finais:
 Esse é o segundo livro do autor, então caso você queira fazer uma listinha para ler todos os livros do Khaled Hosseini, saiba que esse é o segundo, por mais que não seja continuação do primeiro, nada a ver. Eu particularmente gostei mais de O caçador de pipas do que A Cidade do Sol. Acho que O caçador é muito mais incrível, porque foi à primeira história de Khaled, será (?). Mesmo assim, A Cidade do Sol é um dos melhores livros que li.

Vale a pena comprar?

Claro que vale a pena, você vai gostar muito da leitura (pelo menos espero rsrs) recomendo pra você que esta com horas vagas para ler, pois ele vai exigir muito tempo de você!